Website Olho Vivo - 14/10/2013 - Pelo Brasil

Tres Anos Depois
"Barulho" tem pre-estreia de sucesso no Rio de Janeiro

Esquete que foi destaque no VII Festival de Teatro do Estudarte pela
coluna OLHO VIVO em dezembro de 2010 entra em releitura

Fotos: Divulgação


Cláudio Alcantara

Grupo recebeu convite para se apresentar na
oitava edição do Festival das Artes, na Via Alternativa

Três anos após ser apresentado no VII Festival de Teatro do Estudarte, ganhando destaque entre os textos (pela coluna OLHO VIVO em dezembro de 2010), o esquete "Barulho" tem elenco renovado e entra em cartaz de forma inesperada. A programação era para a estreia em dezembro, mas o grupo recebeu convite para se apresentar na oitava edição do Festival das Artes, na Via Alternativa, Rio de Janeiro.

- Faltava pouco tempo para o evento quando fomos convidados. A princípio eu não iria aceitar, convoquei o elenco e expliquei o ocorrido. A resposta que recebi foi: "Vamos fazer Barulho sim!”. E literalmente vestiram as camisas de força para ensaiar. Fiquei surpreso e orgulhoso com o resultado de algo que não estava perto do acabamento - explica Rodrigo Hallvys, autor e diretor do esquete.


Estreia foi adiantada para o início de novembro

O resultado foi tão positivo que receberam convites para adiantar a estreia, que já passou para o início de novembro, o que causará uma temporada itinerante.

- Quando acabou a cena, algumas pessoas vieram pedir contato. Eu fui explicando que não estava pronto, que ainda estamos em processo, mas mesmo assim parece que algo ali mexeu com as pessoas. Afinal, foram 20 minutos de introdução e intervenção deles em meio ao público antes de começarem o texto falado. E isso é algo que desperta curiosidade em quem está vendo - completa o diretor, ressaltando que o mérito está no empenho e criatividade de performance do elenco, formado por Leandro Cederboom, Magno Myller e Tiago Santos, na pré-estreia.




Figurinista do esquete trabalhou em "Saramandaia"

O figurino foi feito por Eliete Braun, que montou o corpo da Dona Redonda, em "Saramandaia" (Rede Globo).

Agora é hora de vestir novamente as camisas de força, trabalhar os barulhos internos e se preparar para o que virá no próximo mês. Afinal, o texto é tão "atemporal" que dá a impressão de que nunca estará realmente acabado, pois fala sobre verdade e realidade perante tragédias. E essas se renovam toda semana.






Jornal Diário do Vale - 16/10/2013 - Mário Sergio

Foto: Divulgação / Jana Machado
Sala Vip

***Rodrigo Hallvys estreando seu book novo, clicado pela prima Jana Machado, no Estúdio Lottus Produções. As fotos podem ser vistas em www.rodrigohallvys.com.br
***Outra novidade é que o site de sua empresa, RH Soluções Artísticas também já está no ar. A empresa prepara atores e animais e, material de divulgação de book's e videobook's dos mesmos para testes e seleções, além de casting para eventos, exposições e congressos.
***Em tempo, Hallvys esteve em pré-estreia da releitura de seu texto 'Barulho', neste sábado (12/10), no Rio de Janeiro, onde reside novamente.

Website Palpitaria Brasil - 18/10/2013 - Teatro

Barulho faz apresentação especial e arrasa antes
mesmo da estreia programada para dezembro

Fotos: Divulgação

Grupo de atores forma elenco para interpretar texto que já foi sucesso em 2010 e tem aceitação surpreendente

Por: Aparecida Basto

Quando a fórmula bom texto e bom elenco sobe aos palcos o resultado é sucesso. Assim o esquete Barulho conquistou o público no último sábado (12), na oitava edição do Festival das Artes, no Espaço Via Alternativa, em Vargem Pequena, zona oeste do Rio de Janeiro. Com elogios aos atores Leandro Cederboom, Magno Myller e Tiago Santos que demonstraram uma sincronia perfeita.

Segundo o diretor e autor do esquete, Rodrigo Hallvys, Barulho recebeu convite para participar do festival e o grupo não pode recusar pela importância do evento, apesar de o esquete ter estreia prevista apenas para dezembro. “O esquete foi destaque e sucesso em 2010, em festival na cidade de Volta Redonda, sul do Estado e recebe agora releitura com um elenco muito promissor”, revela, lembrando que o figurino é assinado por Eliete Braun, responsável pela composição do corpo da personagem Dona Redonda, da novela Saramandaia da Rede Globo.

Ainda de acordo com diretor, a interação do grupo facilitou a apresentação apesar do risco do projeto ainda não ter estreado oficialmente. “Achei arriscado aceitar o convite porque tínhamos iniciado a construção há pouco tempo. Por outro lado, o lugar é incrível e o convite foi feito com muito carinho. Conversei com o elenco e eles falaram que tínhamos sim que aceitar e fazer “Barulho”! Aceitamos e o resultado foi inesperado”, explica Hallvys.

ESTREIA ANTECIPADA

Hallvys revela que por causa do sucesso grande, o espetáculo teve sua estreia adiantada para o início de novembro e já recebeu convites para sessões extras, causando uma temporada itinerante. “Cada convite feito está sendo analisado. Estamos contentes sim. E surpresos também. Vamos abrir a agenda. Escolas e Faculdades também serão incluídas, pois o nosso discurso é exatamente para levar reflexão e estimular o raciocínio crítico em crianças, adultos e adolescentes. E esta é uma das responsabilidades da arte”, finaliza.

Texto envolvente conquista o público logo nas primeiras cenas

Segundo Rodrigo Hallvys , o discurso oscilatório, porém totalmente amarrado, mostra a inversão de valores, onde as pessoas que se dizem “normais” são as que mais distorcem a realidade e, quem tem por costume diagnosticar as falhas sociais, muitas vezes sofre. “São três personagens em camisa de força, discutindo e chamando atenção para diversas tragédias demagogicamente discutidas pela população e por parte da imprensa. Enquanto outra parte das mesmas, gasta seu tempo consumindo produtos fúteis, sem conteúdo e que não desenvolvem intelecto algum.”, detalha o diretor.


Jornal A Voz da Cidade - 25/10/2013 - Zapeando

Foto: Divulgação / Jana Machado



Website Palpitaria Brasil - 09/12/2013 - Teatro

Festival de Esquetes Movimenta a Zona Oeste

Fotos: Divulgação


Por: Aparecida Basto

Os apreciadores de boas histórias não podem perder, no próximo sábado (dia 14), a primeira edição do Festival de Esquetes Estudantis de Vargens, no Espaço Via Alternativa, em Vargem Pequena, no Rio. Serão apresentadas, a partir das 19 horas, quatro esquetes que discutem coragem, relacionamento, neuroses e loucuras de forma surpreendente e que de certo envolverão o público. O melhor: a entrada é gratuita.

Segundo o diretor geral do evento Rodrigo Hallvys, a proposta é mostrar a atuação de noves atores em um espaço alternativo dialogando estética e gosto pela arte em estudantes ainda tão jovens. “É algo um pouco mais simples do que eu fiz em outros festivais que dirigi. Mas com uma dinâmica um tanto diferente por adaptar-se a um espaço totalmente alternativo, onde cada parte do Espaço Via Alternativa, nos dá um cenário natural e coeso ao que fazemos em cena.”, explica Hallvys, elogiando a parceria com o local.

Os três primeiros esquetes serão encenados por estudantes do Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima, de Vargem Grande. Colégio no qual Hallvys ministra uma oficina de interpretação. Já o encerramento será com o aclamado ‘Barulho’, dirigido e escrito por Hallvys, a esquete que estreou em 2010, vem fazendo muito sucesso e a cada apresentação, toma uma forma diferente com marcações construídas pelo diretor junto ao elenco. “Engraçado que eu escrevi o texto de Barulho como um desabafo. Não imaginava que tomaria a proporção que começou a tomar. Comecei a ver dores e questionamentos universais, e que eu achava serem apenas críticas minhas. O elenco é funcional e disciplinado na construção. Isto ajuda quando resolvo modificar as marcas para adaptarmos algum ritmo novo”, esclarece.

O festival terá figurinos assinados por Eliete Braun, que tem entre outros destaques no currículo, a construção do corpo da Dona Redonda personagem de ‘Saramandaia’, novela da Rede Globo.

APRESENTAÇÕES

O espetáculo infantil “A Menina que tinha medo de alface” abre o festival e convida o público a passear por um texto que revela os “monstros” criados a partir do medo de uma menina. Em seguida, a plateia se diverte com “Papo de Muié”, uma pequena comédia onde se discute relacionamento e amizade de pré-adolescentes confusas pelos sentimentos.

O terceiro é ‘Minha Boneca’, texto que escrito por Rodrigo Hallvys em 2007, e já apresentado em outros festivais com muito sucesso, e que trata a neurose de uma garota afogada no sofrimento.

Encerrando as apresentações com chave-de-ouro, “Barulho” questionando os desastres do dia-a-dia que podem levar pessoas à loucura. “São três personagens em camisa de força, discutindo e chamando atenção para diversas tragédias demagogicamente discutidas pela população e por parte da imprensa. Enquanto outra parte das mesmas, gasta seu tempo consumindo produtos fúteis, sem conteúdo e que não desenvolvem intelecto algum.”, detalha o diretor.


No elenco estão Beatriz Santana, Caci Santos Lobo, Evellyn Mendes, Gabrielly Lomboni, Izabella Brito e Luisa Nogueira. E atores convidados: Leandro Cederboom, Magno Myller e Tiago Santos.

VIA ALTERNATIVA

Para quem ainda não conhece, o Espaço Via Alternativa é um antiquário que aluga e vende peças, objetos e móveis antigos e está aberto à visitação durante expediente comercial. Além de promover, todo segundo fim de semana de cada mês, o evento “Festival das Artes”, que já teve nove edições.

O festival tem patrocínio de Gepetto Restaurante e Pizzaria, e apoio do Espaço Via Alternativa, Tudo Aqui e Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima. Realização RH Soluções Artísticas.



Wordpress Barra da Cultura - 10/12/2013 - Teatro

Festival de Esquetes Estudantis de Vargens

Rafael Poubel

No próximo sábado, dia 14 de Dezembro, o Espaço Via Alternativa estará abrindo suas portas para receber o público no “Festival de Esquetes Estudantis de Vargens”. O evento, que tem sua primeira edição neste ano, acontecerá a partir das 19 horas e com entrada franca.

O festival será composto pela apresentação de quatro esquetes e segue uma linha desenvolvida há anos por Rodrigo Hallvys, diretor geral do evento, que já produziu outros dez festivais em sua cidade natal, Volta Redonda (sul do Estado).

O figurino do festival é assinado por Eliete Braun, responsável pela confecção do corpo da personagem Dona Redonda, de “Saramandaia”, da Rede Globo.

-A ideia é colocar os alunos com motivação à leitura, à cognição e a construção das ideias a partir das ferramentas artísticas. Desenvolvemos e discutimos assuntos com contextos distintos, sempre reflexivos e levados como propostas também de reflexão ao público – explica Hallvys


O primeiro espetáculo a entrar em cena é o infantil ‘A Menina que Tinha Medo de Alface’, interpretado por Caci Santos Lobo e Evellyn Mendes. Fazendo um paralelo entre medo e hábito alimentar, com uma pequena pitada de comédia.

Em seguida entram em cena Beatriz Santana e Izabella Brito com ‘Papo de Muié’. Um pequeno discurso de duas adolescentes do interior sobre as dificuldades de entender o relacionamento amoroso e as peripécias para poder encontrar alguém.


Fotos: Divulgação


Já o terceiro texto é ‘Minha Boneca’, que já foi sucesso em dois outros festivais e agora tem elenco composto por Gabrielly Lomboni e Luisa Nogueira. Retratando a mente de uma menina que se afoga no sofrimento de ter sido abandonada ainda recém-nascida e que, por isto, não consegue mais enxergar a vida, deixando de ouvir a própria boneca, que é sua companheira desde seu nascimento.

Para encerrar, o terceiro espetáculo é convidado. ‘Barulho’, com elenco atual formado por Leandro Cederboom, Magno Myller e Tiago Santos, injeta uma dose de reflexão na plateia sobre loucura, sinceridade e sensibilidade perante tragédias que se renovam na vida das pessoas e que a humanidade não faz muito para modificar.

“Este último foi uma surpresa para mim mesmo. Eu o escrevi em 2008, quando estava me sentindo sufocado ao ver tantas coisas ruins acontecendo no mundo. Guardei o texto e só o trabalhei dois anos depois. Foi um sucesso que eu não esperava. De uma dimensão muito mais do que satisfatória. Neste ano tive oportunidade de trabalhar com novo elenco. E eles literalmente vestiram a camisa de força.” – diverte-se o diretor.

O festival de esquetes encerra o trabalho do ano letivo de Rodrigo Hallvys em parceria com o Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima (de Vargem Grande).

Para quem não conhece o Espaço Via Alternativa, que é um antiquário com inúmeras peças e móveis históricos e sofisticados, pode comparecer ao local, que fica na Estada dos Bandeirantes, número 12320, Vargem Pequena. Uma matéria sobre o espaço já foi publicada no Barra da Cultura: “Um espaço em Vargem Pequena que é muito mais que um antiquário”. A produção do evento é da RH Soluções Artísticas, empresa do diretor geral do festival.

Sites:
www.rodrigohallvys.com.br
www.rhsolucoesartisticas.com.br
www.espaçoviaalternativa.com.br


Website Olho Vivo - 12/12/2013 - Teatro

Rodrigo Hallvys realiza festival de esquetes no Rio de Janeiro
São três pequenos textos interpretados pelas alunas do Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima;
no encerramento, espetáculo exibido desde outubro com atores adultos

Fotos: Divulgação


Cláudio Alcantara

Antiquário: Festival de Esquetes Estudantis de Vargens
será realizado no Espaço Via Alternativa, em Vargem Pequena

Três anos após produzir seu último festival com o grupo Estudarte, em Volta Redonda, Rodrigo Hallvys recebeu a proposta para fazer um trabalho semelhante no Rio de Janeiro e preparou novo evento na capital carioca. O Festival de Esquetes Estudantis de Vargens será realizado neste sábado, 14, a partir das 19h, no Espaço Via Alternativa, em Vargem Pequena. Com entrada franca.

Quando Rodrigo Hallvys deixou o grupo Estudarte, sua ideia era descansar a cabeça e revisar seus últimos anos morando em Volta Redonda. Passou oito meses fora da área artística se dedicando ao setor de logística administrativa e aproveitou esse tempo para pensar e esquematizar o que ainda pretendia fazer. O que não imaginava era um dia voltar à sala de aula como professor.

- Minha graduação foi com licenciatura em teatro. Foi uma delícia e eu curto muito ser professor. Quando decidi parar é porque vi que era necessário. Não estava em meus planos voltar e o convite foi uma surpresa que está me desafiando de uma forma diferente, agora que estou formado. É um exemplo muito mais simples do que eu produzia, mas em um espaço de proposta totalmente diferente. Um antiquário - diz.


O carinho dos alunos e do colégio

Em setembro Hallvys substituiu uma amiga, que precisou deixar o projeto de teatro no Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima, no Rio de Janeiro, e ganhou o carinho dos alunos e do colégio.

- Estou revivendo coisas bacanas na área da Educação. É bom quando você chega a uma instituição e ganha abraços dos alunos, enquanto eles perguntam como você está, como foi seu fim de semana - comenta.

O resultado de tudo gerou o Festival de Esquetes Estudantis de Vargens, que contará com três pequenos textos interpretados pelas alunas do colégio e, como encerramento, o quarto esquete será "Barulho", que já estava sendo exibido desde outubro com atores adultos. Tudo com figurino assinado por Eliete Braun, figurinista responsável pela construção do corpo da Dona Redonda, da novela "Saramandaia" (Rede Globo).




O que o público verá em cena

Iniciando o evento, entra em cena "A menina que tinha medo de alface". Um esquete infantil que discute os monstros criados pelos medos e a importância do bom hábito alimentar. Logo em seguida vem "Papo de muié", um infanto-juvenil que propõe duas garotas do interior falando sobre como as pessoas dificultam um relacionamento amoroso.

O terceiro trabalho é uma releitura de "Minha boneca", esquete que já integrou festivais do Estudarte em Volta Redonda e teve uma aceitação satisfatória para o diretor. Foi o primeiro esquete tenso que escreveu fora do molde de monólogo. Trabalha, segundo ele, a melancolia e o sofrimento, indagando o que deixamos afundar em nós mesmos.

Para encerrar, o esquete convidado é "Barulho", que também já fez sucesso em Volta Redonda, quando foi destaque entre os espetáculos produzidos pelo último festival do Estudarte, em 2010.

- Esse eu escrevi em 2008, como monólogo. Era um desabafo meu sobre tragédias e as reações do povo brasileiro. Deixei-o guardado e adaptei para elenco em 2010. O que eu não havia pensado era na situação de, a cada vez que apresentamos, o público entende de uma forma completamente distinta, pois as tragédias se "renovam" e a plateia acaba se adaptando a isso. Ou seja, realmente nunca ficará pronto - explica.


Quem é quem no festival

. Elenco: Beatriz Santana, Caci Santos Lobo, Evellyn Mendes, Gabrielly Lomboni, Izabella Brito e Luisa Nogueira

. Atores convidados: Leandro Cederboom, Magno Myller e Tiago Santos

. Figurino: Eliete Braun

. Direção: Rodrigo Hallvys

. Produção: RH Soluções Artísticas

. Apoio: Espaço Via Alternativa, Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima, Guia Tudo

. Patrocínio: Gepetto Pizzaria e Restaurante

. Local: Espaço Via Alternativa, Estrada dos Bandeirantes, 12.320, Vargem Pequena, Rio de Janeiro